06/10/2010

Greve doa Bancos: uma semana hoje

A greve dos bancários completa hoje uma semana. No Estado, segundo o Sindicato dos Bancários de Pernambuco (Sindbancários-PE), 276 bancos públicos e privados fecharam as portas ontem. Pelo Brasil, foram 7.437, de acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). O crescimento de agências paralisadas em relação ao primeiro dia de greve é de 92,5%. Os bancos não divulgaram números. Enquanto as negociações entre Contraf-CUT e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não caminham, consumidores têm dificuldade para fazer transações.


A artista plástica Ilka Souza da Rocha, 71 anos, tem o valor que recebe do INSS como principal fonte de renda. Ela tentou sacar o dinheiro na Caixa Econômica da avenida Conde da Boa Vista, mas os caixas não tinham dinheiro. “Preciso pagar algumas contas. Estou insegura se vou conseguir quitar sem pagar ju­ros”, disse. Cli­ente do Santander, o motorista Luciano Souza Maresco, 47 anos, tentou pagar contas, mas não conseguiu. Ele estava na fila de uma lotérica no bairro do Recife Antigo, que somava cerca de 20 pessoas. “O sistema do banco está lento, já tentei em duas agências, mas não consigo pagar contas. Dois pagamentos venceram”, reclamou.


Com a paralisação, as filas das lotéricas estão maiores. “Como não temos a estrutura maior dos bancos, não estamos conseguindo atender à demanda de forma satisfatória. Durante todo o dia tem fila. Estamos sobrecarregados”, contou Paulo Pessoa, gerente da Lotérica Encruzilhada, localizada no bairro de mesmo nome. Ele afirmou que, desde o início da greve, o fluxo de consumidores teve aumento de 30%. Os serviços mais procurados são pagamentos de água, luz e impostos.

0 comentários: